SEO writing >> Como escrever do jeito que o Google gosta

SEO Writing >> Como escrever do jeito que o Google gosta

Converse com qualquer blogueiro experiente. Troque uma ideia com as pessoas por trás daquele website campeão de acessos. É quase certo que, em algum momento do papo, você vai ouvir falar sobre os sistemas de busca. Como cachorros de estimação bons de faro, Google e Bing são os melhores amigos de quem produz conteúdo para web.

Os números estão aí para comprovar. Hoje, as buscas estão entre as atividades mais frequentes do brasileiro na internet. Pessoalmente, posso dizer que 75% dos visitantes do meu blog o encontram com a ajuda de alguma ferramenta de pesquisa. Talvez você até seja parte dessa considerável maioria.

Agora pare e pense na motivação do seu público. Quem faz uma busca na internet certamente quer comprar alguma coisa ou saber algo. É uma pessoa interessada em consumir um produto, um serviço ou uma informação. Se, nesse exato momento, o Google diz que você tem o que o internauta procura, você começou a vencer o jogo do marketing digital. Estamos falando do tipo de usuário mais motivado que pode chegar ao seu endereço na web.

É para isso que servem as técnicas de SEO – search engine optimization – ou otimização de websites: ao aplicá-las, você aumenta as chances de que suas páginas de conteúdo estejam entre as primeiras a aparecer nos sistemas de busca, quando alguém faz uma pesquisa que tem a ver com o tema sobre o qual você escreve. Você ganha mais tráfego. Se for o caso, você pode conseguir mais vendas, pode converter mais consumidores.

Abaixo, você vai encontrar uma série de artigos com dicas de SEO que, na maioria, podem ser usadas em qualquer site. No entanto, a ideia é tratar especialmente dos blogs, por um motivo simples: o Google adora palavras, adora conteúdo relevante e atualizado com frequência. Esse é o motivo que leva tantas empresas a manter blogs corporativos. Pouco importa se você usa o WordPress, o Blogspot ou outra plataforma. Com algumas modestas práticas de otimização, pode-se conseguir resultados surpreendentes.

Este tutorial foi pensado especialmente para o redator, para o analista de conteúdo, para quem escreve na web. São técnicas relativamente fáceis e rápidas, que não envolvem programação ou horas de estudo de estatísticas de acesso – existem outros profissionais para isso. Aqui, você vai aprender simplesmente a tornar seu webwriting mais encontrável, para que seu conteúdo chegue a quem interessa.

Você vai escrever de um jeito que agrada às pessoas e ao Google.

SEO writing – Parte 1 >> Como funcionam os sistemas de busca

SEO writing – Parte 2 >> Conteúdo, conteúdo e conteúdo

SEO writing – Parte 3 >> Palavras-chave, títulos e outras histórias

SEO writing – Parte 4 >> Categorias, tags e landing pages

SEO writing – Parte 5 >> Divulgação e link building

Assine o RSS do blog e acompanhe muito mais sobre produção de conteúdo e webwriting.