Webby Awards – Um breve review

Webby Awards - Conheça os vencedores

Ao longo do tempo, sites de notícias e blogs do mundo inteiro se habituaram a chamar os Webby Awards de “Oscar da Internet”. Se o apelido é justo… Bem, esse é um tema para outra votação. Mas o fato é que os resultados da edição 2010, divulgados ontem, são bem interessantes.

O BooneOakley.com venceu a categoria Serviços Profissionais, o que eu achei chutabundisticamente justo. O site foi o primeiro da história todo feito no YouTube, ao menos que se tenha notícia. A proeza garantiu momentos de fama mundial à agência norte-americana BooneOakley e foi a precussora de outros projetos sensacionais, como este.

Na categoria Melhor Redação de website, nenhuma surpresa. A versão online da revista norte-americana The New Yorker, famosa por seus textos espirituosos e tecnicamente impecáveis, ganhou pela escolha dos jurados. De acordo com os votos do público, o primeiro colocado foi o New York Times. O que não chega a ser estranho, considerando que se trata-se de um jornal online que não apenas é bem escrito, mas também é o mais popular dos EUA e um dos mais acessados do planeta.

A menção honrosa deste blog vai para o redator Lawson Clark, do MaleCopywriter.com. E menções honrosas não significam, necessariamente, ausência de prêmios. O portfolio online do cara faturou duas categorias: Melhor Home Page e Autopromoção/Portfolio. Não que a foto do Sr. Clark, digamos, à vontade na tela inicial seja algo bonito de se ver. Mas o site é super bem humorado e os trabalhos lá expostos são melhores ainda.

Quanto aos filmes online, a Melhor Redação foi a da célebre rede de notícias satíricas The Onion, já conhecida por bastante gente no Brasil. O texto é carregado de um sarcasmo inteligente, que nunca soa forçado, o que resulta em humor de primeira.

Vale a pena dar uma garimpada pela lista de vencedores, que é enorme. O suficiente para que você perca uma ou duas madrugadas – que, na verdade, de perdidas não vão ter nada.

Tags: , ,

Comente